João – quase!

 

IMG-20171122-WA001538 semanas em poucos dias…

Nunca estive tão grávida! Barriga enorme, movimentos lentos, dores nas costas porque além do bebê que chegou a 3kg dentro do ventre, tenho um de 11kg que quer colo e carinho da mamãe todo o tempo.

Como na gravidez anterior não cheguei ao nono mês… esperava que o João viesse logo. Essa semana torci para que ele espere um pouquinho. Pedro esta bem resfriado, febril e exigindo uma atenção dobrada.

IMG-20171122-WA0054

Claro que inúmeras vezes durante essa gestação eu me peguei pensando em como será com os dois: amamentar um enquanto o outro chama, ou tentar desfraldar o outro enquanto o um regurgita, ficar de olho no maiorzinho para não enfiar o dedo no olho do irmão enquanto encho a banheira para o banho… Essas coisas que qualquer mãe de dois pequenos deve passar. Mas nesses últimos dias pensei muito mais. Pedro resolveu negar o colo do pai várias vezes enquanto estava doentinho e ficou ainda mais rotineiro encaixar ele em cima dessa barriga enorme para acalmá-lo. Sempre tem aquelas amigas que dizem: ele já esta sentindo que o irmão vai chegar!  Sinceramente, não acho que ele saiba. Ele ama a barriga. Sempre que esta sentando ao meu lado se encosta nela, fica com a mãozinha em cima, coloca o ouvido grudado no mano… e minhas orações tem sido para que esse carinho seja ainda maior com o irmão.

 

Vão existir momentos difíceis? Óbvio! Mesmo com um só filho eles existem!

Vai haver cenas de ciúme? Claro! Ele nunca teve que dividir os pais!

Em alguns momentos vou chorar e pensar onde eu estava com a cabeça quando engravidei? Acredito que sim.

MAS… TUDO ISSO VAI PASSAR!

E o que ficará para sempre é o amor que vamos construir juntos, a casa cheia de risadas e brincadeiras, os beijos babados, as mãozinhas gordas fazendo carinho… Os meninos crescendo, o orgulho brotando a cada amadurecimento deles, a alegria de ser abençoada em gerar!

A chave mais preciosa que descobri nesse tempo com o Pedro foi a paciência. Buscar em mim mesma a maturidade para falar da forma imatura que uma criança entenda. Encontrar sabedoria para criar brincadeiras lúdicas que o ajudem a compreender o certo e o errado e entender que mesmo assim ele fará dezenas de vezes o errado só para testar. Ver aqueles olhos sorridentes e o sorriso maroto de quem acabou de aprontar e  entender que ele está descobrindo as coisas, provando, criando experiências. Tudo isso exige apenas paciência.

IMG-20171122-WA0034

Nela vou continuar me apegando. E quando ela falta? Respiro fundo e não me culpo. Aplico a paciência comigo mesma. Porque errar é inevitável… mas aprender é muito gratificante! E estou certas que terei muitas oportunidades de celebrar tudo que Deus quer me ensinar com a maternidade.

Em poucos dias minha vida será nova. Vou me redescobrir mãe, mulher, esposa e filha. Viver coisas que não planejei e confiar. Confiar que Deus já planejou. Que Ele sempre terá o melhor para mim se eu O buscar, me colocar à Sua disposição e obedecer como uma filha obedece ao Pai.

Não estou ansiosa… mas estou cheia de desejo que o novo chegue logo!

Obrigada João por mudar tudo denovo!

IMG-20171122-WA0040IMG-20171122-WA0024

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s